SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Impressionou-me o primeiro festival de Arte & Cultura do Colégio Estadual Deodato Linhares , a começar pelos bastidores. Vamos conferir? Parte I .


 Coordenadora pedagógica Carmen, eu, diretor Charles e professora Tatiana na entrada do C.E.D.L.
 A alegria e competência do diretor Charles contagiam a todos que o norteiam!
Vejam que lindo o auditório!
Amei a decoração!
Leitura por todos os lados!
O lugar escolhido foi impecável para realização do evento!
Estrutura maravilhosa com espaço para todos os convidados!
Ensaio das bandas! Compromisso e dedicação ao evento por parte dos educandos!
Amigos da escola e todos os que desejaram foram avisados sobre este dia memorável!
Limpeza e bom gosto nos cercavam!
Nos bastidores com alunas que estavam ensaiando a peça de teatro!
E professores!
Muitos prêmios de acordo com a categoria concorrida!
Parabéns com louvor por toda organização peculiar ao evento cultural Colégio Estadual Deodato Linhares!
Imenso abraço, Aline Carla Rodrigues.

3 comentários:

Aroldo Vieira de Souza disse...

Já sabemos que não basta, como se pensou nos anos 1950 e 1960, dotar professores de livros e novos materiais pedagógicos. O fato é que a qualidade da educação está fortemente aliada à qualidade da formação dos professores. Outro fato é que o que o professor pensa sobre o ensino determina o que o professor faz quando ensina.

O desenvolvimento dos professores é uma precondição para o desenvolvimento da escola e, em geral, a experiência demonstra que os docentes são maus executores das ideias dos outros. Nenhuma reforma, inovação ou transformação – como queira chamar – perdura sem o docente.

É preciso abandonar a crença de que as atitudes dos professores só se modificam na medida em que os docentes percebem resultados positivos na aprendizagem dos alunos. Para uma mudança efetiva de crença e de atitude, caberia considerar os professores como sujeitos. Sujeitos que, em atividade profissional, são levados a se envolver em situações formais de aprendizagem.

Mudanças profundas só acontecerão quando a formação dos professores deixar de ser um processo de atualização, feita de cima para baixo, e se converter em um verdadeiro processo de aprendizagem, como um ganho individual e coletivo, e não como uma agressão.

Certamente, os professores não podem ser tomados como atores únicos nesse cenário. Podemos concordar que tal situação também é resultado de pouco engajamento e pressão por parte da população como um todo, que contribui à lentidão. Ainda sem citar o corporativismo das instâncias responsáveis pela gestão – não só do sistema de ensino, mas também das unidades escolares – e também os muitos de nossos contemporâneos que pensam, sem ousar dizer em voz alta, “que se todos fossem instruídos, quem varreria as ruas?”; ou que não veem problema “em dispensar a todos das formações de alto nível, quando os empregos disponíveis não as exigem”.

Aline Carla disse...

Concordo plenamente com a precisão de seu coeso texto. Amei! Beijos, Aline Carla.

Aline Carla disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...