SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A arte dos vestidos "milagrosos" por afinarem a silhueta, mudam completamente seu visual.



Foto: Getty ImagesAmpliar
Kate Winslet foi ao Festival de Veneza usando modelo Stella McCartney
Os truques para ter uma silhueta mais esbelta vão muito além de usar cintas e preto. A modelagem de um vestido pode fazer verdadeiros milagres para a silhueta, assim como os efeitos ópticos obtidos com jogos de cores, recortes e estampas. Que o diga a atriz Kate Winslet, que apareceu no tapete vermelho do Festival de Veneza, no começo do mês, usando um modelo assinado por Stella McCartney. O branco no busto o deixa maior e as laterais e as costas pretas "enxugam" a silhueta.
O mesmo vestido está na capa da revista InStylebritânica de agosto, usado pela cantora Nicole Sherzinger, e custa US$ 1.600. A peça já conquistou outras adeptas, como a cantora Gloria Estefan e a atriz Liv Tyler - que apareceu usando um na cor azul klein.
Não é preciso gastar R$ 3 mil. Peças disponíveis no mercado brasileiro também podem fazer esse "milagre". Além de fazer uma seleção de vestidos que vão te deixar com tudo em cima, o iG Modaperguntou a especialistas o que se deve ter em mente nas compras, para conseguir tal efeito.
Modelagem

Foto: DivulgaçãoAmpliar
Vestido de elástico Gloria Coelho, de R$ 483 por R$ 129 (no bazar), www.gloriacoelho.com.br
“Um vestido que emagrece? Quero usar também!”, brincou o estilista Walter Rodrigues ao saber que celebridades andam desfilando por aí com modelito que define as formas e faz parecer mais magra. Ele explica que existem, sim, truques de modelagem capazes de afinar o corpo. “O traçado do recorte pode criar uma ilusão de ótica. Recorte embaixo do busto, por exemplo, alonga a silhueta. Os bicos pontudos, muito usados em corselet de vestidos de noivas, também servem para alongar o corpo”, diz. A estilista Gloria Coelho recomenda também cortes geométricos, que ajudam a disfarçar os excessos.
Gloria conta que leva em conta essas características em suas criações. "Quando estamos montando nossa coleção, pensamos em várias mulheres. Criamos um modelo elástico (na foto ao lado) que fica mais próximo do corpo há quatro coleções e, desde então, ele não sai mais de nossas coleções. É um sucesso de pedidos! As clientes dizem que se sentem especiais quando usam a peça!"

Foto: Divulgação
Vestido Gizela, Diane Von Furstenberg, R$ 1.600
Um modelo clássico que tem muitas adeptas por conta de "desenhar" o corpo é o vestido-envelope de Diane von Furstenberg (na foto ao lado). "É um coringa, que veste bem a maior parte dos corpos. Em geral, é uma solução ótima, por envolver o corpo e poder ser ajustado e apertado conforme se quiser", diz Marcele Goes, consultora de imagem pessoal e corporativa da Estilo Sob Medida.
Modelos acinturados e com amarrações na cintura também ajudam. "Valorizar a cintura equilibra o corpo", diz Renata Schmulevich, proprietária da Fit, que também se preocupa em deixar o corpo das clientes o mais longilíneo possível. Mas nada de vestidos muito justos, que podem mostrar uma gordura localizada, por exemplo. "A roupa 'emagrece' quando não está justa no corpo, mas simplesmente delineando o corpo. A sensação que dá é de que se está menor dentro dela. O ideal também é não ser muito curto, senão acaba valorizando a coxa, o joelho. Um comprimento melhor seria no meio da coxa."
Lingerie
Walter Rodrigues alerta que o que realmente faz a diferença é a lingerie usada embaixo do vestido. “A gente pode fazer um vestido com barbatana, entretela, mas a estrutura do elastano da lingerie é que vai dar sustentação, é o que melhor comprime o corpo”, explica. Para um bom resultado, Gloria Coelho recomenda o uso de modeladores corporais. Recentemente, ela desenvolveu uma coleção com a Plié de peças para correção corporal, que modelam o corpo e elimina marcas indesejadas.

Cores
Não é só o preto que "emagrece". Marcele Goes explica que os tons escuros sempre contraem visualmente. "Se não estiver 100% segura para escolher uma cor muito vibrante ou muito clara, e ainda estiver na dúvida sobre a modelagem, é melhor escolher uma cor média, que vai funcionar melhor." Ela indica, para isso, as cores com 50% do tom, no meio-termo entre o mais escuro ao mais claro da cartela. Vale usar cinza, rosa e verde, por exemplo.
Outro truque eficiente é usar cores diferentes nos recortes. “Thierry Mugler fazia muito isso, utilizava o preto na lateral e cor na frente, o que leva a enxergar só onde está iluminado”, lembra Walter Rodrigues. Madeleine Vionnet, lembra Walter, deixou a ideia da seta - da modelagem que abre em direção do busto e dos ombros, ou para baixo, sempre como um triângulo, para alongar a silhueta. Detalhes verticais e diagonais também contribuem para deixar o corpo mais longilíneo.
Fontre:IG

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...