SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

O UNIVERSO FOTOGRÁFICO DE HID SAIB


Fotografias que possuem cores, mensagens e ousadia! Assim são as fotos produzidas pelo fotógrafo Hid Saib, um brasileiro de 25 anos formado em Publicidade e Propaganda. Nessa matéria você terá acesso a uma entrevista com o fotógrafo criador do Projeto Neon (que anda ganhando espaço na mídia do mundo todo).



Publicitário por formação, apaixonado pela fotografia e uma verdadeira simpatia em pessoa. É assim que posso começar a fazer uma definição vaga de um fotógrafo que tem ganhado espaço na mídia mundial nos últimos dias.

Hid Saib é um brasileiro de 25 anos que, desde muito antes da sua graduação em Publicidade e Propaganda, se dedica a arte de fotografar. Com projetos autorais que versam sobre as imperfeições humanas, a sensualidade e outros assuntos, Hid está se tornando referência na fotografia artística.



Foi na faculdade que ele encontrou a oportunidade de conhecer coisas novas e de experimentá-las, mas a sua paixão pela arte de fotografar é antiga. “Desde pequeno, minha avó materna fotografava nas festas em família e eu sempre gostei de fotografar também. Foi daí que surgiu o gostinho... Na faculdade, esse gosto [pela fotografia] só foi aumentando” contou Hid.

A sua trajetória para chegar a essa fase dos projetos fotográficos autorais foi longa. Mesmo possuindo um currículo que reúne trabalhos em uma produtora de vídeos e agências publicitárias, Hid não se sentia plenamente satisfeito... Foi daí que veio a coragem para ousar e se dedicar a construção de um estúdio fotográfico para, assim, se consolidar no ramo da fotografia. “Há 2 meses eu venho me dedicando na construção do meu estúdio fotográfico e agora estou só por conta da minha empresa de fotografia. Eu já trabalhei em produtora de vídeo e também em agências de propaganda, mas recentemente percebi, enquanto trabalhava nessa função em uma agência aqui de Vitória, que eu estava perdendo a oportunidade de poder fazer o que realmente gosto, então eu saí. Quando estava trabalhando, isso já há uns 2 anos, eu sempre pegava alguns trabalhos de fotografia, então acho que desde então algo me dizia para seguir nessa área. Hoje, além de sempre continuar fazendo meus projetos, trabalho com comercial também. Como estou iniciando, é um pouco difícil, mas acredito no meu potencial e nunca vou parar de tentar” relatou ele.



A vontade de criar projetos fotográficos surgiu na época de faculdade, quando ele já produzia alguns projetos mais conceituais. Segundo ele, essa perspectiva artística auxilia no desenvolvimento da criatividade e na prática da fotografia. Considerando que Hid é o tipo de pessoa que adora experimentar coisas diferentes, os projetos são uma boa pedida! “Meus projetos fotográficos ajudam bastante na divulgação do meu trabalho, apesar de não serem muito comerciais. Mas eu tento mostrar que no comercial também é possível fazer algo diferente e que fuja do comum” contou.

O seu portfólio reúne quatro projetos principais, sendo eles: Imperfeição, Desigual, Incolor e o aclamado Neon. Cada projeto tem um objetivo e uma mensagem diferentes, mas, como sempre, há um ponto comum entre todas as fotos e no caso de Hid ele é a inovação.

No projeto Imperfeição, Hid desfigurou os modelos para passar uma mensagem ligada à obsessão humana com as cirurgias plásticas. “Nos meus projetos, eu sempre gostei de trabalhar com a diversidade, coisas sobre estética. Desta vez, no ‘Imperfeição’ quis mostrar na fotografia como tem pessoas que abusam da estética, que muitas vezes exageram em cirurgias plásticas buscando a perfeição. Com esse exagero, acabam ficando até ‘imperfeitas’. Então foi daí que eu tive a ideia de ‘desfigurar’ os modelos” afirmou Hid.



O resultado foi bem diferente, mas foi um projeto feito durante a faculdade que rendeu maior repercussão. Desigual busca mostrar a diversidade de gêneros e a mudança das identidades. “Esse foi o primeiro trabalho com maior repercussão. Foi onde trabalhei retratos para mostrar a diversidade de gêneros e a mudança de identidade, que podem ter várias faces, vários estilos, várias personalidades. Como há diversas sociedades com estilos e tribos diferentes, quis trabalhar essa ideia. Fiz com que vários modelos interagissem com outros retratos como se eles mudassem de identidade. Cada fotografado também, por serem alunos de comunicação, tinham um perfil mais ousado, diferente, o que me ajudou a trabalhar mais a ideia de diversidade” contou o fotógrafo.



Mas no meio de tantas ideias, um projeto chamou a atenção do mundo. Neon é o nome dele! Nascido a partir da sugestão de uma amiga de Hid, o projeto começou a ganhar vida no início de 2013 e várias referências foram pesquisadas antes dos ensaios começarem aqui no Brasil.

“Essa ideia foi sugestão de uma amiga que sabe que adoro coisas diferentes e, principalmente, de obras que tenham cores. Ela me mostrou uma referência na internet e eu fiquei apaixonado. Na ansiedade que fiquei em fazer algo semelhante, comecei a procurar como fazer aquilo, até que uma outra amiga achou umas makes neon pra mim. Comecei a experimentar, fazendo inicialmente uns testes com meu irmãozinho. Sei que esse trabalho não é tão original assim, mas eu só havia visto algumas coisas avulsas pela internet e não um ensaio com diversas fotos. Não quis também fazer uma cópia da referência que vi, mas sim, produzir algo com meu estilo, com meu olhar e acho que consegui um resultado surpreendente, pois muita gente adorou. Depois disso foram surgindo diversos ensaios, o que achei bem legal, pois parece que estimulou muitos fotógrafos” .



A primeira foto foi na loucura do momento. O modelo, como já dito anteriormente, foi o irmão de Hid. Hoje a produção já é mais sólida e para isso o fotógrafo conta até com as opiniões das modelos fotografadas. “Nas demais fotos [depois da primeira, feita com o irmão] tive o suporte das próprias modelos na parte de boca e olhos, na aplicação dos cílios, etc. A minha parte era a mais divertida: as borrifadas do pó neon. Ali eu ia compondo de acordo com a foto que queria fazer”.



A ideia mais recente de Hid é se programar para fazer novas fotos e deixá-las com uma pegada mais ligada aos editoriais e também a área comercial... Tudo isso, é claro, com o auxílio de uma maquiadora que seja especializada em makes mais ousadas. Apesar de ser apenas um plano futuro, as parcerias com outros profissionais já tiveram início. Para as últimas fotografias feitas, Hid contou com o auxílio da maquiadora Ana Maria Perim, que se destaca quando o assunto é ligado à arte das maquiagens artísticas.

O projeto neon, além de ser merecedor dos holofotes que vem recebendo devido ao equilíbrio das cores utilizadas, também já rendeu frutos solidários. Isso porque Hid, que é morador do Espírito Santo, queria fazer algo para auxiliar as famílias que haviam perdido grande parte das suas posses durante a época de chuvas no estado. A ideia foi simplesmente genial: ele juntou a arte com a solidariedade e dali surgiu o Neon Solidário. “Foi uma coisa que pensei da noite para o dia. devido ao caos que meu estado está passando com as chuvas, eu quis vender uma das obras do Neon para ajudar com alimentos. Foi aí que vendi a foto por um valor simbólico de R$ 200,00 para ajudar quem mais precisava. Gostei tanto da ideia que pretendo fazer isso todo ano” contou. Com o dinheiro arrecadado, o fotógrafo adquiriu 5 cestas básicas para doar a quem precisa. Mesmo não sendo muito, a doação ajudou quem precisava e, ao mesmo tempo, alegrou a compradora que além de ter adquirido uma fotografia do Projeto Neon, teve o seu dinheiro revertido para boas ações.



Sobre a arte da fotografia propriamente dita, Hid se declarou como um verdadeiro admirador. “Fotografar, pra mim, é experimentar, criar coisas diferentes com a fotografia e não apenas fotografar por registrar” confessou o artista.

Ele também contou que a liberdade sentida por muitos fotógrafos é um tanto quanto relativa. “Às vezes, ao se fotografar comercialmente, você não tem tanta liberdade assim, mas eu me sinto empolgado sempre que estou produzindo algo, fotografando alguém e vendo que as fotos estão tendo um bom resultado. Nas fotos do Neon, principalmente, quando eu via o resultado, me arrepiava todo, porque era lindo ver” afirmou Hid. Para ter os seus trabalhos expostos, o desafio é grande, pois Hid conta apenas com empresas que oferecem apoio em troca de divulgação. Para ele, a fotografia hoje é extremamente comum e se tornou difícil diferenciar quem realmente sabe fotografar. “Eu tenho visto bastante exposições de fotografia por aí. Muitas pessoas adoram fotografar e hoje o meio tecnológico tem investido, aparentemente, em câmeras para celulares que possibilitam muitas pessoas a ter a chance de fotografar. Se for ver pelo comercial, fotografia qualquer um faz, pois hoje você consegue comprar uma câmera com boa qualidade. O negócio é saber fazer fotografia, como fazer, etc. Eu não costumo buscar órgãos públicos, por exemplo, para ter apoio na minha arte. Quando quero expor algo eu procuro empresas para me apoiar, em troca da divulgação das mesmas” contou.



Para o futuro, as ideias e pretensões são quase que infinitas... Os projetos parecem crescer mais a cada dia e o neon ganhou até a sua versão para crianças, o “neonzinhos” (que é capaz de amolecer o coração de muitos durões por aí). “Eu gostei muito desse trabalho e por mais que as pessoas possam achar que pareça repetitivo, é um trabalho lindo de se ver. Além de produzir mais fotos com modelos, estou com outra ideia um pouco mais diferente também, nesse estilo do neon, que vou produzir em breve” adiantou Hid Saib.



O que nos resta, agora, é se impressionar com as fotos produzidas e esperar pelas próximas novidades. Com toda certeza, novas fotografias e projetos estarão nas próximas páginas do portfólio de Hid Saib, o fotógrafo brasileiro que ganhou o mundo com o projeto neon.

Veja agora outras fotos produzidas por Hid Saib. Curta a página do Hid .





Foto feita com a colaboração da maquiadora Ana Perim

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...