SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

"Sem o fogo do entusiasmo não há o calor da vitória."



ENTUSIASMO 



DEFINIÇÃO

A palavra entusiasmo vem do grego, a partir da junção de três palavras: «en», «theos» e «asm». «Theos» é Deus, «en» é um prefixo que significa dentro e «asm» designa em ação. Portanto, literalmente, entusiasmo significa Deus dentro de nós em ação. Assim, o significado para «entusiasmo» era o de exaltação ou arrebatamento extraordinário daqueles que estavam sob inspiração divina. Para os Gregos (que eram politeístas), a pessoa entusiasmada era aquela que estava possuída por um dos deuses, e, por causa disso, poderia transformar a natureza e fazer coisas extraordinárias. Quando é Deus que inspira as nossas ações, só podemos esperar coisas boas e positivas.

A FORÇA DO ENTUSIASMO

Vivemos num tempo em que existe um crescente défice de entusiasmo. Mas acontece que não podemos viver sem ele, sem essa força vital que nos faz levantar cada manhã, que nos faz sonhar, que nos faz lutar, que nos dá forças para vivermos certos valores, mesmo em contradição com a realidade, e que dá brilho à nossa vida. No dia em que perdermos o entusiasmo, começamos a morrer lentamente, a desvitalizarmo-nos.

O entusiasmo é o sinal da presença de Deus dentro de nós, da chama interior que nunca se apaga. A sociedade tenta apagar essa chama com as cinzas do consumismo, da moda (e tantos outros pseudodeuses), entretendo as pessoas, para que elas não se encontrem com elas mesmas. Contudo, a chama continua lá e acesa. De dentro de nós vêm os sonhos, os bons pensamentos, a generosidade, a compaixão e a compreensão. É Deus que fala em nós. Se escutarmos a Sua voz, ouviremos o Seu apelo a vivermos com intensidade e compromisso a Sua vontade.

UMA FORÇA POSITIVA

Assim, o entusiasmo é uma força vigorosamente positiva, algo que parte de dentro de nós como uma energia extraída do nosso íntimo e que nos leva a amar, a crer efusivamente no que sentimos ou observamos. Esta força do entusiasmo é sempre benéfica e contribui, em muito, para o nosso êxito, sucesso e felicidade. A decepção, o desinteresse, a desilusão, o arrefecimento são pensamentos opostos ao entusiasmo e podem ser altamente negativos à nossa existência assim como à dos outros. Viver entusiasticamente é viver intensamente. Se compreendêssemos o quanto representa para a felicidade o estado de espírito impregnado de entusiasmo, certamente nunca deixaríamos de buscar possuí-lo. Não basta crer, não basta amar, é preciso que o façamos entusiasticamente, com o uso de toda a energia que nos foi dada e concedida para ser utilizada em nosso favor e em favor das outras pessoas.

ELA TRANSFORMA O MUNDO

Se esperarmos ter as condições ideais para depois nos entusiasmarmos, jamais nos entusiasmaremos com coisa alguma. Não é a realidade da vida que nos entusiasma, nós é que temos de entusiasmar a realidade da nossa vida. Não deixes que a falta de entusiasmo ou o medo de arriscares te impeça de alcançares o que és capaz de realizar para ti e para os outros.

O entusiasmo é aquela força que torna uma pessoa velha jovem; que transforma a mediocridade em excelência; que ilumina, com aspecto brilhante, um rosto triste; é o carisma que atrai pessoas para o nosso lado para absorverem a alegria que brota do nosso coração.

Sabias que as pessoas que exerceram a mais poderosa influência no mundo (os santos) não foram tanto pessoas de gênio, quanto pessoas de fortes convicções e inesgotável capacidade de amar, impelidos por um irresistível entusiasmo e uma invencível determinação?

O VULCÃO DO ENTUSIASMO

Deixo-te uma história, adaptada de António Ramalho:

«Caminhavam, calmamente, um mestre e o seu discípulo, quando por eles passavam várias pessoas naturalmente entusiasmadas.

– Vamos ao vulcão – diziam elas. E continuavam a caminhar em passo acelerado.

Lá ao longe, avistava-se um vulcão: o vulcão do entusiasmo. Lavas e lavas de entusiasmo! Lavas de algo que motivava as pessoas, que as entusiasmava ao ponto de criar uma energia revigorante.

As pessoas sentiam-se vivas quando absorviam as lavas do entusiasmo; sentiam crescer dentro delas uma energia que as ajudava a vencer todos os obstáculos. O entusiasmo é o alimento para a persistência. A persistência é um passo essencial para a caminhada, mas o entusiasmo é a energia necessária para encher esse depósito da persistência na mochila. E para a caminhada, a mochila que transportamos tem de estar cheia de força de vontade e persistência. Quem transporta pouca força de vontade e pouca persistência terá imensas dificuldades para vencer os obstáculos com os quais deparamos ao longo da caminhada.

– Que lava tão excitante, Mestre! Apetece-me encher totalmente a mochila, pois é uma energia necessária para a sobrevivência neste mundo competitivo! Mas não é fácil vir ao vulcão do entusiasmo, pois não, Mestre?

– É necessário desejar. O desejo é o meio de transporte do entusiasmo. Só desejando se consegue ultrapassar o mar das dificuldades. Muitas pessoas gostariam de vir ao vulcão do entusiasmo, mas não encontram o barco do desejo.

– Só nele se navega neste mar de dificuldades. Todos os outros barcos naufragam.

– E voltaremos a encontrar o vulcão do entusiasmo?

– Claro que sim. Ao longo do nosso caminho encontraremos frequentemente este vulcão, para recarregar a mochila de energia. Em todos os projetos, o mais importante é termos entusiasmo. 
É a energia para continuarmos a caminhar.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...