SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

domingo, 9 de agosto de 2009

Curiosidades sobre o pai de Amadeus Mozart.


Leopold Mozart: o pai de Amadeus.
Se Wolfgang Amadeus Mozart não tivesse se tornado um dos maiores e mais famosos gênios musicais, qual teria sido o destino de Leopold Mozart, pai e artífice do filho genial? Talvez ficasse conhecido apenas pelo seu método de violino ou estaria na relação dos mestres secundários da Alemanha do Sul, de meados do século XVIII. Entretanto, Johann Georg Leopold Mozart (1719-1787), filho de um encadernador, nascido em Augsburg, foi um compositor hábil e admirado, um teórico eminente e sobretudo, um pedagogo incomum.
Durante muito tempo, Leopold Mozart exitou entre a teologia e a música e, em 1743, depois de ter passado três anos a serviço do Conde Thurn und Taxis, instalou-se em Salzburg-Áustria, onde faleceu em 1787, apenas 4 anos antes de seu famoso filho Wolfgang Amadeus.
Em 1756, ano em que nasceu Wolfgang Amadeus, Leopold Mozart publicou pela primeira vez seu “Método Experimental de Violino (Versuch einer grünlichen Violinschule), obra revista em 1770 e traduzida em vários idiomas.(Uma tradução inglesa apareceu recentemente em 1948 ). Leopold Mozart compôs música em várias formas, mas é lembrado mais por suas obras ligeiras como as Suítes Orquestrais, O Passeio de Trenó, As Bodas Campestres, Sinfonia da Caccia e a discutida Sinfonia dos Brinquedos, muitas vezes atribuída a Franz Joseph Haydn। Em 1951, o musicólogo Ernst Fritz Schmidt anunciou a existência em Munich, de uma cópia de uma “Cassatio“ em Sol Maior, de Leopold Mozart, em que, dos 7 movimentos da obra, o terceiro, o quarto e o sétimo são idênticos aos três movimentos da Sinfonia dos Brinquedos atribuída a Haydn.
Como quer que seja, Leopold Mozart gostava muito de divertimentos populares e essa obra correu o mundo agradando a todos até os dias atuais.
LEOPOLD MOZART: AUTOR DAS PRIMEIRAS SINFONIAS DE AMADEUS?
Quando Wolfgang Amadeus contava 4 anos, Leopold Mozart era violinista do Arcebispo de Salzburg e, já então, começou a ensinar ao menino os elementos de harmonia além de exercícios já bem avançados de violino e piano. Assim, ainda criança Wolfgang Amadeus começou a compor suas primeiras obras. Alguns biógrafos mais antigos rejeitaram, indignados a suspeita surgida entre os contemporâneos, de que Leopold Mozart teria colaborado naqueles primeiros trabalhos de Amadeus, para enganar o mundo, visando à promoção do filho como “menino-prodígio". Atualmente essa colaboração é admitida, até em obras posteriores, fato que na verdade não importa, em se tratando de um gênio musical como Wolfgang Amadeus Mozart. Em 1762, Leopold levou o menino e sua irmã Nanerl a Munique e Viena, obtendo grande sucesso que se repetiu nos anos seguintes em Paris e Versalhes.
A OBRA DE LEOPOLD MOZART Leopold Mozart compôs também, muita música religiosa, infelizmente pouco conhecida. Grande parte de sua “música de divertimento“ foi destinada ao círculo de amigos de Augsburg sua cidade natal. Muitas dessas obras foram encontradas na “Ohrevergnugendes Tafelconfect“ (Aperitivo para encantar ouvidos e alegrar espíritos), recolhidas naquela cidade pelo editor Johann Jakob Lotter, e de que faz parte a famosa “Schlittenfahrt” (Passeio de Trenó). Essa obra foi estreada 15 dias antes do nascimento de Wolfgang Amadeus, em Salzburg. Outra obra, além das citadas acima, muito executada atualmente é o “Concerto em Ré Maior para Trompete e Orquestra". Independente do mérito de seus métodos pedagógicos que perduram até hoje, sem dúvida, a realização mais importante foi o preparo dos filhos - Wolfgang Amadeus e Maria Anna ou “Nanerl".
Leopold aconselhava e comentava as atividades do filho, até o dia em que morreu.
Leopold teve o prazer de ouvir Franz Joseph Haydn afirmar:
“Perante Deus, digo-lhe que seu filho foi o maior compositor que conheci em nome e em pessoa...”.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...