SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Gabarito das questões da Uerj de Literatura


























1-Alternativa correta: (B)
Eixo interdisciplinar: Aspectos Literários
Item do programa: Recursos estilísticos de construção do sentido no texto artístico
Subitem do programa: Figurações ou imagens
Objetivo: Reconhecer a representação metalinguística em uma obra artística.
Comentário da questão:
A metalinguagem é um fenômeno estético recorrente na literatura e em todas as artes, mostrando a reflexão do artista sobre a sua obra dentro da própria obra. Dessa forma, o espectador, no caso das artes plásticas ou teatrais, e o leitor, no caso da literatura, são levados a pensar sobre o que veem ou leem ao mesmo tempo que usufruem da obra. O quadro de René Magritte mostra visualmente o fenômeno, ao apresentar uma pintura na qual um pintor se encontra no momento exato da criação de uma pintura.
Percentual de acertos: 70,88%
Nível de dificuldade: Fácil (acima de 70%)

2-Eixo interdisciplinar: Construção do texto Item do programa: Formas de articulação de ideias Subitem do programa: Fato, opinião Objetivo: Discriminar fato de opinião. Comentário: O texto da jornalista e escritora Eliane Brum constitui uma narrativa de memórias, ao longo da qual ela relembra fatos de sua vida, ao mesmo tempo  que emite opiniões sobre os mesmos. No fragmento apresentado, a autora recupera lembranças da história de migração vivida por sua família no final do século XIX. Nele, identifica-se a exposição de fatos, dentre os quais: a chegada do momento de seu bisavô se alistar no exército e a decisão de seu tetravô de que não permitiria isso; o desejo da família brasileira de reivindicar a cidadania italiana no início dos anos 1990 e a necessidade, por isso, de corrigir o erro cometido pelo burocrata imperial; a travessia do mar que fez seu tetravô deixar na margem italiana mortos e vivos. No mesmo fragmento, identificam-se, também, opiniões, como, por exemplo, a que a autora expressa ao dizer que Pietro Brun não poderia ser o mesmo ao alcançar a outra margem, no caso o Brasil, a nova pátria para a qual fugia. Trata-se aqui de um ponto de vista sobre o fato de fazer tal travessia, em especial nas condições relatadas. 
Percentual de acertos: 68,25% 
Nível de dificuldade: Médio (acima de 30% e igual ou abaixo de 70%)


3-Eixo interdisciplinar: Construção do texto Item do programa: Relações semânticas Subitem do programa: Metáfora, metonímia, personificação, hipérbole, antítese, eufemismo, ironia Objetivo: Identificar a figura de linguagem em uma expressão do texto. Comentário: Ao narrar o episódio do registro oficial na imigração, vivenciado pelo personagem Pietro Brum, a autora associa o equívoco do funcionário à imagem sintetizada pela expressão “membro fantasma”. Essa associação é uma metáfora. 
Percentual de acertos: 80,60% 
Nível de dificuldade: Fácil (acima de 70%)


4-Eixo interdisciplinar: Construção do texto Item do programa: Polifonia e intertextualidade Subitem do programa: Inferência, pressuposição e subentendido Objetivo: Discriminar elemento implícito em um enunciado. Comentário: No início do segundo parágrafo, a autora narra o desembarque de seu tetravô no Brasil e seu contato com o funcionário do governo brasileiro: Ao desembarcar no Brasil, em 10 de fevereiro de 1883, Pietro declarou o nome completo. O funcionário do Império, como aconteceu tantas e tantas vezes, registrou-o conforme ouviu. Tornando-o, no mundo novo, Brum – com “m”. No terceiro parágrafo, complementa: Um segundo ele deve ter demorado para nos transformar, e com certeza morreu sem saber. E, se soubesse, não teria se importado, porque era apenas o nome de mais um migrante a bater nas costas do Brasil despertencido de tudo. Note-se que, de acordo com a narrativa, o funcionário tem uma prática naturalizada de “registrar conforme ouve”, sem qualquer gesto que permita ao migrante confirmar a grafia do próprio nome. Tampouco se alude no episódio a uma atitude de Pietro no sentido de resguardar a escrita original do nome, ou mesmo de mostrar indignação diante da postura do funcionário. Assim, com tais indícios, pode-se supor que a reação de Pietro foi a de se submeter às práticas oficiais. 
Percentual de acertos: 47,22% 
Nível de dificuldade: Médio (acima de 30% e igual ou abaixo de 70%)


5- Item do programa: Fatores de coerência Subitem do programa: Inferências Objetivo: Apontar elementos associados à construção do problema central exposto na narrativa. Comentário: O texto mostra vários problemas que tornam a comunicação um problema para o menino, tais como falta de interlocutores; ausência de diálogo com os pais; falta de confiança nos interlocutores que ele tem; desconhecimento de muitas das palavras do mundo adulto. Na verdade, um dos grandes temas do romance Vidas secas, de Graciliano Ramos, de onde foi tirado o fragmento em análise, é justamente a dificuldade que pessoas à margem da sociedade, sem a mínima condição financeira e sem oportunidades de educação e cultura, enfrentam para se comunicarem entre si e com quaisquer outras pessoas.



6-Item do programa: Formas de enunciação Subitem do programa: Efeito de subjetividade Objetivo: Identificar fatores legitimadores de uma dada atitude, do ponto de vista do personagem. Comentário: O menino consegue perceber a diferença entre o convencimento pelo uso da palavra, isto é, do argumento, e aquele obtido pelo uso da força física, no caso, o “cocorote” aplicado por Sinhá Vitória. O menino admite como válidas tanto a referência a uma experiência vivida, por exemplo se a mãe lhe dissesse que tinha ido ela mesma ao Inferno, quanto o uso do argumento de autoridade, por exemplo se a mãe se apoiasse em qualquer autoridade invisível e mais poderosa. O que ele não consegue reconhecer como convincente é o simples “cocorote”.

7-Eixo interdisciplinar: Construção do texto Item do programa: Procedimentos de coesão e coerência Subitem do programa: Relações entre as partes do texto Objetivo: Identificar sentido do texto associado à atribuição específica do título. Comentário: Julgar as pessoas em geral, as mulheres em particular, tão somente pela roupa que vestem, evidencia preconceitos que produzem julgamentos superficiais, calcados apenas nas aparências. 
Percentual de acertos: 94,89% 
Nível de dificuldade: Fácil (acima de 70%)

8-Eixo interdisciplinar: Construção do texto Item do programa: Tipologias Subitem do programa: Narração e argumentação Objetivo: Reconhecer traços específicos de tipologias textuais. Comentário: O primeiro parágrafo se assemelha bastante à estrutura do argumento dedutivo conhecido como silogismo, fazendo com que ele se aproxime do tipo argumentativo de texto. 
Nível de dificuldade: 
Médio (acima de 30% e igual ou abaixo de 70%)
 Percentual de acertos: 32,32% 

9-Eixo interdisciplinar: Construção do texto Item do programa: Procedimentos de coesão e coerência Subitem do programa: Substituição, designação, elipse Objetivo: Identificar presença da elipse na articulação entre partes do texto. Comentário: A omissão de um termo configura uma figura de linguagem denominada “elipse”, que pode ter diferentes usos. No texto, o vocábulo “a” se refere a uma pessoa ou personagem que não é enunciada antes no texto, o que não é usual, configurando assim um sentido específico a partir exatamente da omissão. 
Percentual de acertos: 56,38% 
Nível de dificuldade: Médio (acima de 30% e igual ou abaixo de 70%)

10- Eixo interdisciplinar: Construção do texto Item do programa: Formas de articulação de ideias Subitem do programa: Gradação, ênfase
 Objetivo: Reconhecer o emprego de dada expressão associada ao reforço da ideia central do texto.
 Comentário: A referência a uma norma que se percebe ao primeiro olhar reforça a crítica geral do texto: aos julgamentos calcados tão somente nas aparências exteriores. Destaca-se, assim, o aspecto da exterioridade. Nível de dificuldade: Médio (acima de 30% e igual ou abaixo de 70%) 
Percentual de acertos: 60,02% Nível de dificuldade: Médio (acima de 30% e igual 

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...