SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Aero Jazz, Walk Dance e Dança Irlandesa: três modalidades para bailar e entrar em forma por Vogue


Catherine Zeta-Jones e Renée Zellweger no filme "Chicago" (Foto: Divulgação)

Está cansada das aulas de muay thai, jump, musculação e esteira? Se a resposta for sim, talvez a solução para os seus problemas seja investir na dança: além de superdivertida, ela garante aumento na flexibilidade, diminuição do stress e, claro, perda de peso.

Confira abaixo três modalidades para você bailar e entrar em forma:

1) AERO JAZZ
"É uma aula que utiliza sequências coreografadas com passos de jazz, num ritmo acelerado e contínuo que lembra as aulas de ginástica aeróbica", contaMario Americo, educador físico do Estúdio Anacã, em São Paulo. Com duração de uma hora por sessão, o Aero Jazz promete melhorar o condicionamento cardiovascular, a coordenação motora e gastar muitas calorias. "É uma aula intensa, que ajuda acelerar o metabolismo e pode ajudar muito na redução de gordura corporal", diz. Interessou? Para participar, basta fazer uma avaliação médica - "a frequência cardíaca se eleva bastante, por isso é importante" - e começar a bailar.

2) WALK DANCE
Criada pela professora Helô Gouvêa, cada sessão de Walk Dance tem duração de uma hora, que inicia com uma rotina de aquecimento e depois segue com sequências coreográficas com grandes repetições. "Ao final uma pequena coreografia usando todos os passos dados em aula", conta Helô sobre a modalidade, que não tem contra-indicações. Entre os benefícios? "Alongamento, flexibilidade, fortalecimento e mobilidade. As alunas sentirão maiores resultados na facilidade de locomoção e no desempenho das funções diárias com mais eficiência e rapidez", revela.

3) DANÇA IRLANDESA
Perfeito para quem não tem medo de soltar o corpo na pista de dança, a Dança Irlandesa é um dos métodos mais eficientes – e divertidas – para quem quer perder peso. Com duração de 1h30min, as aulas iniciam com aquecimento intenso e depois partem para a ação. "A modalidade exige bastante. São ensinadas as duas principais técnicas das solo dances:softshoes, dançada com as sapatilhas chamadas ghillies e o hardshoes, mais conhecido como sapateado irlandês, dançados com sapatos próprios para produzir sons", descreve a professora Letícia Pires. Com turmas pequenas – no máximo oito alunos por aula –, a Dança Irlandesa é uma das mais aeróbias. "Há muito saltos, trabalha-se bastante o equilíbrio e todos os passos exigem que fiquemos na meia ponta e com pernas cruzadas", conta. Entre os benefícios, Vogue destaca a definição muscular nas pernas, força abdominal e melhoria da postura. Bônus: além de tudo isso, ela resulta em melhorias na capacidade de raciocínio, coordenação e ritmo.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...