SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Salve o visionário Drummond, em 1984 já escrevia sobre a trágica situação que estamos enfrentando com o rio Doce. Leia!



“Lira Itabirana”, Carlos Drummond de Andrade, 1984

I

O Rio? É doce.

A Vale? Amarga.

Ai, antes fosse

Mais leve a carga.

II

Entre estatais

E multinacionais,

Quantos ais!

III

A dívida interna.

A dívida externa

A dívida eterna.

IV

Quantas toneladas exportamos

De ferro?

Quantas lágrimas disfarçamos

Sem berro?


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...