SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

sábado, 3 de maio de 2014

7 PERGUNTAS PARA SE FAZER QUANDO ESTIVER SENTINDO ANSIEDADE


Cerca de 25% da população mundial sofre de algum tipo de ansiedade. O que muitos não sabem é que na maioria das vezes, ela pode ser controlada por meio de melhores hábitos alimentares.




A ansiedade é muitas vezes causada ​​por padrões não saudáveis ​​de pensamentos, como por exemplo, preocupações em excesso que levam ao estresse. A ansiedade é uma etapa anterior ao sentimento que induz ao pânico, sendo uma das sensações mais angustiantes e, muitas vezes, perigosas que podemos experimentar. Mas, infelizmente é muito comum e presente no dia-a-dia de grande parte da população mundial. A ansiedade, apesar de poder ter relações com problemas hormonais, na maioria dos casos, tem a ver com um fato que raramente levamos em consideração: a alimentação.

Hábitos alimentares saudáveis é um fator primordial na maneira em que nos sentimos, e uma das melhores maneiras de tratar a ansiedade sem precisar recorrer a remédios nem arrancar as unhas e os cabelos. É muito comum que não façamos esta associação, mas ela é real. O que comemos interfere diretamente na maneira em que reagimos ao mundo à nossa volta, pois o corpo e a mente estão conectados. Deste modo, se o corpo estiver sobrecarregado de substâncias tóxicas, ou se estiver deficiente de outras, o nosso sistema nervoso vai reagir com intensidade, afetando nosso bem-estar.

Se você estiver sentindo ansiedade constantemente, vale a pena prestar atenção aos hábitos alimentares e vigiar como o organismo responde às mudancas. Há algumas perguntas que podem ser feitas para perceber por onde começar.



1. Você tem consumido muita cafeína, açúcar ou produtos industrializados (este último contém MSG, uma substância encontrada em diversos produtos para realçar o sabor)?

Todos os itens acima podem aumentar a frequência cardíaca e causar hipervigilância e sentimentos de ansiedade em alguns indivíduos. Preste atenção aos rótulos e observe se o seu corpo reage a certos alimentos ou bebidas que contenham esses ingredientes. Há pessoas que não são tão afetadas pela cafeína em doeses moderadas. Já outras, precisam prestar atenção para o consumo diário. Grandes doses de acúcar também colaboram para o sentimento de ansiedade. Comidas industrializadas ou fast food contém altas doses de MSG e, por isso, devem ser evitadas ao máximo, uma vez que podem, facilmente, induzir a palpitações no coração e, consequentemente, pensamentos catastróficos.

2. Poderiam nossos hormônios ter algo a ver com ansiedade?

Pessoas que experimentam algum tipo de desequilíbrio hormonal podem ser mais suscetíveis à ansiedade, especialmente as mulheres que possuem etapas da vida onde a descarga de hormônios é intensa. Métodos contraceptivos, período pré-menstrual e a menopausa são grandes aliados das ondas de calor, suores noturnos, palpitações e ansiedade. Se você perceber que anda se sentindo mais ansioso(a) do que o normal, é bom procurar um médico e verificar seus níveis hormonais a fim de equilibrá-los. Se você está se sentindo ansioso ou deprimido e não pode identificar o porquê, isso pode ter a ver com hormônios flutuantes ou desequilibrados.

3. Você está cansado ou doente?

Cansaço pode ser resultado de baixo consumo de carboidrato, que leva a baixo nível de energia no organismo. Isso faz com quem o nosso cérebro desacelere as funções cognitivas, causando uma sensação geral de mal-estar, o que contribui para a ansiedade. Também, quando estamos doentes, ficamos mais sucetíveis a pensamentos negativos acerca do que está à nossa volta, acerca do futuro e acerca dos planos. Quando estamos doentes, a produção de substâncias como serotonia e dopamina, responsáveis pelas sensações de bem-estar, diminuem e, por isso, nos sentimos mais inseguros e annsiosos.

4. Você consumiu álcool na noite anterior?

Todos nós estamos cansados de saber sobre os malefícios do álcool e como esta substância sobrecarrega o fígado e intoxica nosso organismo. O consumo de álcool pode ter relação direta com a sensação de ansiedade. Se você consumir uma dose generosa, isso vai afetar seu organismo de uma maneira em que ele vai precisar trabalhar mais para expelir a quantidade ingerida. O consumo exagerado de álcool pode levar a sentimentos de depressão e desânimo, que são os subprodutos de uma ressaca. O álcool mexe com os nossos níveis de neurotransmissores do sistema nervoso, o que causa a ansiedade. Reveja o seu consumo semanal de álcool ou opte por uma vida livre das toxinas do álcool.



5. Como anda a sua flora intestinal?

Há evidências na Ciência que revelam uma conexão entre as bactérias do intestino e ansiedade. Isto porque temos um nervo que liga o intestino ao cérebro, chamado de "vagus nerve". Uma boa dica é alimentar-se com mais produtos probióticos e prestar atenção a qualquer mal-estar após as refeições, o que pode significar algum tipo de intolerância ou alergia a algum grupo alimentar. A alimentação é um dos fatores mais importantes para se sentir bem consigo mesmo, uma vez que uma alimentação balanceada e saudável faz o ideal suprimento do nosso organismo sem estressá-lo e, consequentemente, leva à sensação de bem estar, física e emocional. Procure incluir em sua dieta produtos probióticos, fermentados. Há muitos sites na internet que disponibilizam receitas para um cardápio saudável.

6. Você está com baixos níveis de açúcar no sangue?

Quando ficamos muito tempo sem comer, nosso organismo responde. Estamos programados para entrar em um estado de ansiedade em resposta ao baixo nível de açúcar no sangue. Nosso corpo alerta que está com "fome" e envia ao nosso cérebro a mensagem para encontrar comida. Alguns de nós são mais sensíveis a essa experiência do que outros, por isso não é uma má idéia prestar atenção à sua experiência de relação entre a ansiedade e a fome. O ideal é nunca pular refeiçõe se comer 6 vezes por dia, com moderação. O comida é combustível para o seu corpo funcionar bem. Sem ela, o organismo fica deficiente e começa a apontar os problemas das maneiras mais desagradáveis, a começar pela ansiedade.

7. O seu corpo pode estar carente de alguns nutrientes?

Vitaminas do complexo B , ômega- 3 os ácidos gordos, selênio, potássio, magnésio e zinco, todos eles desempenham papéis vitais na função do neurotransmissor do sistema nervoso. Deficiências em tais nutrientes estão relacionados ao aumento da ansiedade. Considere visitar um naturopata, nutricionista holística ou nutricionista, e complete a sua dieta com alguns desses nutrientes. Você pode não estar recebendo o suficiente.



© obvious: http://obviousmag.org/sphere/2014/05/7-perguntas-para-se-fazer-quando-estiver-sentindo-ansiedade.html#ixzz30fVFQqS1

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...