SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

domingo, 2 de março de 2014

LONJURAS



Até os teus vazios me visitam.

As entrâncias do teu peito
Me penetram
E me embaraço no que sinto.

Mas quando a tua ausência se faz tarde,
Há um nada que arde e dói
E espezinha e sangra.

Como se a minha ternura
Fosse pura zanga.



Nara Rúbia Ribeiro

Fonte:http://curiosidadefeminal.blogspot.com.br/2014/03/lonjuras.html

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...