SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

domingo, 25 de agosto de 2013

"Catar feijão"




Catar feijão se limita com escrever:

joga-se os grãos na água do alguidar

e as palavras na folha de papel;

e depois, joga-se fora o que boiar.

Certo, toda palavra boiará no papel,

água congelada, por chumbo seu verbo:

pois para catar esse feijão, soprar nele,

e jogar fora o leve e oco, palha e eco.

(João Cabral de Melo Neto)

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...