SEJA BEM-VINDO!

A ARTE RENOVA O OLHAR!

domingo, 4 de novembro de 2012

A DELICADEZA DAS PEQUENAS PALAVRAS


“Àqueles para quem as pequenas coisas não existem, o grandioso não é grandioso”. Esta frase, escrita por José Ortega y Gasset, um filósofo espanhol, ilustra o topo da página de uma das artistas com quem mais encantei até hoje.
visonary.jpg
Visionary
visionary 2.jpg
Visionary
Seu nome é Elsa Mora, ela não pode ser chamada de escritora por que sua matéria-prima não são as palavras em si. Quem sabe teríamos que fazer como Manoel de Barros e inventar uma palavra para a função que ela exerce, talvez, encantadora de páginas.
the journey.jpg
The Journey
the journey 3.jpg
The Journey
6a00e3981de7fa883301538fe3c7a9970b-800wi.jpg
The Journey
flower vision.jpg
Flower Vision
flower vision 2.jpg
Flower Vision
Elsa trabalha com diferentes técnicas: pintura, escultura, colagem, desenho, e é preciso dizer que faz isso de maneira brilhante em todas elas, mas as obras que me conquistaram foram os livros em miniatura.
flower vision 3.jpg
Flower Vision
Eles são mínimos em tudo. O tamanho é pequeno, alguns cabem na palma da mão; as histórias são curtas e os temas são igualmente mínimos, são verdadeiras odes às “grandezas do ínfimo”, citando novamente o poeta cuiabano.
flower vision 4.jpg
Flower Vision
O que não é mínima é a delicadeza. São peças feitas com pedacinhos de papel recortado para formar silhuetas, pequenas pinturas ou minidesenhos.
a forest for two.jpg
A Forest for Two
a forest for two 2.jpg
A Forest for Two
Os trabalhos que ilustram esse artigo chamam-se "Visionário", “A jornada”, “Visão de flor” e “Uma floresta para dois”, acho que só os títulos bastariam para comprovar todo esse texto. Mais que isso, as imagens bastariam para ficar claro o quanto algumas vezes palavras são desnecessárias.
a forest for two 3.jpg
A Forest for Two
a forest for two 4.jpg
A Forest for Two
Para ver outros trabalhos da artista, clique aqui.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...